Depressão

é querer esvaziar-se gritando aos quatro cantos o quanto está mal
e ao mesmo tempo querer sumir, para não pesar a existência de mais ninguém

é enxergar as flores como ervas daninhas
e sentir-se parte delas, uma vida sem porquê.

Tempestades




Grandes tempestades mesmo depois de acabarem sempre deixam rastros. Nos últimos dias o mundo esta numa tempestade que parece não ter fim, parece que de repente me toquei de quão ruim o mundo pode ser. E desde então descobri coisas sobre mim mesma que outrora não me caberiam.

Brasil,ame-o ou deixe-o. Se eu pudesse deixava. Tanta maldade,tanta ganância, tanta corrupção. O cenário político e social me assusta. Os cientistas políticos facebookianos também, agora os amigos (amigos?) que postam #bolsonaro2018 #bolsomito me assustam ainda mais.

Nunca fui fã de política, sempre preferi me abster dessas discussões, afinal não tenho muito conhecimento acadêmico para tal. Sempre gostei de história ( não que eu saiba muita coisa) e vejo claramente ela sendo escrita. Mesmo que em linhas tortas e sendo narrada por uma elite global nada imparcial. 

Estamos escrevendo parte da história que meus filhos ou netos estudarão para passar no vestibular. Aliás, seus filhos e netos, nos últimos dias percebi que não quero tê-los. O mundo é ruim. Já pensou se nasce menina então? O mundo não é bom,e o mundo é pior ainda para as mulheres.

Inclusive deixo aqui o meu recado : Homens, vocês sabiam que assobiar,buzinar, chamar uma mulher de "gostosa" "delícia" no meio da rua não te fazem mais homens? Testem! 

Tá tendo guerra na Síria, ataques em Manchester, presidente ilegítimo ganhando mesadinha, preconceito contra nordestino sendo feito e gravado em pleno planalto central, edifícios sendo demolidos com dependente químico dentro e ninguém faz absolutamente nada.

Que horas chegamos a esse ponto? Que horas cheguei a esse ponto?

Em qual momento passamos a ser tão desumanos ao ponto de likes serem mais importantes do que uma vida,seguidores serem mais importantes que amizades verdadeiras, "opiniões" serem única e exclusivamente motivos para textões no facebook. Em que momento fast amores se tornaram mais interessantes do que relacionamentos sólidos? O que eu tava fazendo que não percebi que Black Mirror era muito melhor que a realidade?

Como diria o lendário Chorão: "Que mundo é esse que ninguém entende um sonho? Que mundo é esse que ninguém sabe mais amar?"

Não disse que grandes tempestades deixam rastros? E deixaram, em mim. 

Lhes apresento meu novo eu : jovem de 20 e poucos anos,mulher,negra, nordestina, pseudo arquiteta, votou no PT, espírita, que não quer ter filhos, e a nova descrente do mundo. 

Boa noite. Ou seria apenas noite?





Notas sobre um qualquer



Talvez a melhor coisa a se fazer agora seja realmente ir para longe daqui. Te dar um pouco de espaço,ou um universo se precisar. Possa inventar uma desculpa: falha na rede,a bateria que acabou,o trabalho que anda puxado,a velha tia que morreu. Qualquer coisa socialmente aceitável para te evitar.   Não que eu queira realmente te evitar,mas eu meio que preciso sabe? Não consigo mais dormir sem saber como foi o seu dia tão comum,nem ficar mais de uma hora sem pensar no seu sorriso milimetricamente perfeito mesmo sendo torto. Não consigo evitar a vontade de sentir o seu cheiro de quem acabou de sair do banho. Nem esconder a vontade de dormir ao seu lado,mesmo sabendo que você vai puxar a minha coberta a noite inteira.   Por esses e outros motivos,vou fugir,me esconder,take a break. Não posso me apaixonar. Não dessa vez. Você bem que podia ser menos apaixonante não é mesmo? Ser mais grosso,arrogante,desinteressado. Facilitaria bastante o processo. Ao invés disso você trás torta de morango pro almoço.

"Antiprincesas" - A coleção infantil sobre mulheres inspiradoras


Quando eu era pequena tinha um grande livro de histórias, a minha preferida era a do Ali babá e os 40 ladrões, mas adorava também a do rei pelado (A roupa nova do imperador) e a da menina dos palitos de fósforo. Talvez eu não saiba te contar essas histórias tão bem quanto as das princesas da Disney, isso porque a indústria nos compra desde pequenas. Meninas são ensinada a se vestirem de tal maneira, usar maquiagem, serem educadas e esperarem pelo seu príncipe encantado. Então crescemos com expectativas impossíveis de serem alcançadas, ouvindo as pessoas nos chamando de princesas e tudo isso parece lindo, mas a vida não é um conto de fadas. 


Nunca me senti parte de um conto de fadas, mas como todas as minhas amiguinhas fizeram festas de princesas o meu aniversário de 9 anos foi da Bela (de Bela e a Fera). Eu queria festa do Batman, mas sabia que não podia porque "era coisa de menino". Então escolhi a Bela, porque a achava bonita e inteligente, diferente das outras que sempre me pareceram um pouco bobinhas. Assim como a minha mãe fez comigo eu quero ler de tudo para os meus filhos e se você desanima quando entra em uma loja e só vê livrinhos rosa, vai adorar a coleção "Antiprincesas" da editora de livros Chimbote. Conta a história de mulheres de verdade, latino-americanas, fortes e guerreiras, como Frida Kahlo e Juana Azurduy. É lógico que os livros são recheados de ilustrações e linguagem acessível, a intenção é orientar, educar e ao mesmo tempo despertar o interesse dessas crianças. 

"Por um lado, o modelo de Princesas da Disney, reforçado a cada nova produção cinematográfica e, por outro lado, a chegada de um modelo que eleva e ressalta as figuras de mulheres combatentes, comprometidas com se entorno."

Nadia Fink - Autora do livro

Antes que você fique com raiva, queria deixar claro que eu não sou contra a Disney e suas princesas, até porque elas também estão mudando, adoro a Merida de Valente e algumas princesas antigas como Mulan e Jasmine. Amo filmes de desenho e valorizo a inocência das crianças, porque a minha infância foi maravilhosa. E é exatamente por isso que é importante educarmos essa nova geração mostrando a força que elas têm e não impondo comportamentos ou separando o que é brinquedo de menina e menino. Está permitido se vestir de princesa, de super herói, do que quiser, mas é importante empoderar essas meninas para que elas sejam grandes mulheres e saibam disso! Essa coleção é perfeita pra isso, uma pena que por enquanto os livros só estejam disponíveis na Argentina. Eu não sou mãe, mas se um dia eu for a minha filha não será princesa, será o que ela quiser, linda, forte, inteligente, MULHER! 

Siga o blog por email